fbpx

Bia Figueiredo acelera Audi RS3 da Cobra Racing e se torna primeira mulher a pilotar no TCR South America

Bia Figueiredo acelera Audi RS3 da Cobra Racing e se torna primeira mulher a pilotar no TCR South America

Sao Paulo, 18 de janeiro – O último domingo ficou marcado na história do TCR South America e de Bia FIgueiredo. A experiente piloto se tornou a primeira mulher a acelerar um bólido da categoria que conta com carros com carrocerias idênticas aos modelos de rua e completou sua temporada inaugural no ano de 2021.

A convite do chefe de equipe da Cobra Racing Team, Nonô Figueiredo, Bia participou de uma sessão de treinos no autódromo de Interlagos a bordo do Audi RS3 que a equipe guiou na temporada passada.

Referência para o automobilismo feminino no Brasil e no mundo, Bia segue desbravando as principais categorias do esporte a motor mundial. Foi a primeira brasileira a acelerar em uma categoria de ponta, a Fórmula Indy, sendo a única mulher nascida no Brasil a correr a tradicional prova das 500 Milhas de Indianápolis.

A piloto de 36 anos já teve passagem pela Stock Car também, onde competiu entre 2014 e 2019, sendo a única representante feminina no grid. Ela vê com bons olhos o retorno às pistas para uma temporada completa no TCR South America, após a gestação de dois filhos praticamente em sequência, que a tirou de ação por todo o ano de 2021.

O que eles disseram:

“Este foi um convite do Nonô que veio em boa hora. É claro que quando se tem essa oportunidade, há interesses em comuns de fazer algo juntos. Conheço muito bem o Maurício Slaviero, que comanda essa categoria no Brasil. Desde que ele trouxe a TCR South America, a gente vem conversando para eu participar nela porque tenho muita vontade que esse projeto aconteça com o próprio Nonô e num Audi RS3. Mas desse primeiro teste a uma real efetivação tem um quebra-cabeça de acertos externos e um bom caminho pela frente. Mas gostaria muito de se tornar também a primeira mulher a correr nesta importante disputa sul-americana. Demorei um pouco para me adaptar ao carro, não estava acostumada aos carros de tração dianteira, isso levou um tempo para achar o melhor acerto junto a equipe para começar a virar bons tempos em Interlagos. Ser a primeira mulher em mais uma categoria mostra toda a minha luta para trazer igualdade entre homens e mulheres no automobilismo.”
Bia Figueiredo

“Desde muito tempo, conheço as qualidades técnicas da Bia. Além de se destacar na importante F-Indy, como a maioria lembra, foi a primeira mulher do mundo a vencer na Firestone Indy Lights, a única a ganhar provas na Fórmula Renault brasileira e a conquistar uma pole position na Fórmula 3 nacional. Para quem não se lembra, disputou e venceu o concorrido Desafio das Estrelas, torneio anual de kart organizado por Felipe Massa. Com este invejável currículo, não tem como negar que será uma das atrações da TCR South America 2022, caso seja realmente efetivada mais adiante a sua participação. A nossa ideia é que a Bia Figueiredo vá se familiarizando com o carro para que possa ser uma atração a mais no campeonato deste ano, em qualquer uma das equipes. Mesmo porque o TCR South America 2022 tem tudo para crescer em número de carros e ser ainda mais disputado e equilibrado do que já foi na primeira temporada.”
Nonô Figueiredo

CONTATOS
Brasil
Luis Ferrari
ferrari@ferraripromo.com
11 98666.8307



Abrir el chat