fbpx

Lynk & Co domina etapa de Córdoba em jornada de títulos de Adalberto Baptista e da equipe W2Pro GP

Lynk & Co domina etapa de Córdoba em jornada de títulos de Adalberto Baptista e da equipe W2Pro GP

Córdoba, 5 de dezembro de 2021 – A passagem do TCR South America pelo Autódromo Óscar Cabalén teve o domínio da dupla da PMO Motorsport. Mas além de Santiago Urrutia e Fabricio Pezzini, pilotos da Lynk & Co que cravaram a dobradinha no quali e repartiram as vitórias, a penúltima etapa do campeonato selou os títulos da Copa Trophy, para Adalberto Baptista e o Audi #10, e o campeonato de equipes em favor da W2 Pro GP.

O título de pilotos será definido em duas semanas, na pista argentina de Concepción. O espanhol Pepe Oriola (Honda) lidera o campeonato com 229 pontos, seguido dos brasileiros Rodrigo Baptista (Audi) com 215 e Raphael Reis (Honda) com 205. A etapa final reserva 55 pontos em disputa.

As corridas

A primeira corrida largou com grid invertido em relação ao quali, com Adalberto e Javier Manta compartilhando a primeira fila. Partindo de terceiro, Oriola mais uma vez cravou a largada e, como um míssil, logo assumiu a liderança. Manta era segundo, Sapag terceiro e Urrutía já saltava de oitavo para quarto em duas curvas. Pezzini também escalou bem na volta inicial, de nono para sexto.

Na segunda volta, Manta perdeu rendimento e foi ultrapassado por Urrutia, Sapag. O uruguaio era o mais veloz da pista e logo alcançou o Honda de Oriola e ultrapassou sem dificuldade na volta 4.
Sapag era terceiro, muito pressionado por Rodrigo, enquanto Matias Cravero passou Reis para ser sétimo. Eles alcançaram Manta, que foi ultrapassado por Cravero. Reis tentou acompanhar e os carros tiveram contato, com o Alfa #95 mantendo a posição à frente do brasiliense.

Reis se livrou de Manta e alcançou Cravero na metade da prova. O top5 seguia inalterado com Urrutia, Oriola, Sapag, Baptista e Pezzini.

O Lynk & Co #113 passou Baptista na abertura da penúltima volta e, no fim desse giro, enfim Reis conseguiu superar um combativo Cravero para ser sexto.

Urrutia venceu com autoridade, seguido por Oriola. Pezzini pressionou Sapag até a bandeirada, mas o Honda defendeu a terceira posição com louvor. Baptista terminou em quinto e Reis em sexto.

Na primeira fila, Fabricio Pezzini fez valer a pole e saltou na frente. Já Reis e Manuel Sapag superaram Urrutia nas primeiras curvas. No fim da volta, Rodrigo Baptista também ganhou a posição do uruguaio.

A grande disputa no início era pela terceira colocação entre Sapag, Baptista e Urrutia.
Na quarta volta o Lynk & Co colocou por dentro no S do miolo, os pilotos se tocaram mas Urrutia levou a melhor e assumiu o quarto lugar.

Na volta seguinte, no mesmo ponto em que passou Baptista, o uruguaio fez uma bela manobra e subiu para terceiro.

A corrida seguia movimentada, na sexta volta Oriola tentou passar Rodrigo Bapstista enquanto brasileiro pressionava Manuel Sapag, os pilotos quase se tocaram, mas não houve troca de posições.

Enquanto isso Raphael Reis seguia de perto o líder Fabricio Pezzini, os dois abriam vantagem para o restante do pelotão.

Na décima primeira volta Urrutia se aproximou de Reis, colocou por dentro na curva anterior à reta de chegada e assumiu o segundo lugar. Baptista e Oriola fecharam o top5. Na dianteira, Pezzini controlou a margem para o companheiro e garantiu a vitória de ponta a ponta e a dobradinha para a Lynk & Co.

O que eles disseram

“Foi uma boa largada. Aproveitei que o Santiago se enrolou com os Honda e logo coloquei o ritmo mais rápido que era possível. No final, com os pneus mais desgastados, concentrei em não cometer nenhum equívoco e manter a margem. Tenho que agradecer ao Pablo Otero, aos engenheiros, mecânicos da PMO e aos meus patrocinadores e familiares. Debutar na categoria hoje representando a Argentina e vencer é um privilégio enorme”.
Fabricio Pezzini

“Corrida muito divertida. Tive um probleminha na largada, que quase apagou meu carro e perdi tempo. Aí foi bem divertido recuperar e tenho que agradecer a equipe PMO e à categoria, além de parabenizar o Fabricio pela vitória. Dobradinha para a equipe é importante e fico contente por eles”.
Santiago Urrutia

“Viemos aqui com a cabeça de chegar na final ainda na disputa. Os Lynk &Co estavam muito rápidos, mas acredito que conseguimos cumprir nossa missão carregando 40 kg de lastro. Agora vamos ver o que acontece na final”.
Raphael Reis

“Estou muito feliz, foi uma corrida muito, muito difícil. Na disputa com o Fabio Casagrande invertemos posições umas quatro ou cinco vezes, mas no fim graças a Deus cheguei na frente e consegui essa conquista. Fico muito satisfeito com o título na primeira edição do TCR South America”
Adalberto Baptista

“É Campeão! Foi fruto de um trabalho consistente que começamos ano passado já na escolha do carro, na decisão de entrar na categoria, na seleção dos pilotos. A gente sabia que tinha um time bem forte para chegar a esse resultado, assim como o time de mecânicos e todos os integrantes da equipe. Estamos muito contentes com o título de equipes e vamos agora focar para terminar com nossos dois pilotos em primeiro e segundo do campeonato, pois ambos têm chances reais de brigar pelo título”.
Duda Pamplona, sócio da equipe W2 Pro GP

Link para galeria de fotos: https://southamerica.tcr-series.com/galeria-hd/
Link para pontuação: https://southamerica.tcr-series.com/campeonato2021/
Link para resultados: https://southamerica.tcr-series.com/race-results/

CONTATOS
Brasil
Luis Ferrari
ferrari@ferraripromo.com
11 98666.8307

Regional
media@southamerica.tcr-series.com